Blog


Acompanhe as novidades do Canil Rockefeller Bulls e do mundo canino.

Publicado em 27 de abril de 2017 - Cruzamentos

Programa de Criação de Bull Terrier

 

Você é um "criador de Bull Terrier" ou um "criador de cachorros"?
Qual é a sua razão de colocar Bull Terrier para reproduzir?
Leia com atenção a matéria que nós do canil de bull terrier Rockefeller Bull’s preparamos para você e entenda o porquê da pergunta.

O que normalmente acontece com uma pessoa que acha a raça Bull Terrier interessante é pensar que já pode começar a reproduzir. Logo vai atrás de comprar uma Matriz vencedora nacional ou um filhote de Bull Terrier, filha de uma campeã ou campeão que possua fenótipo ímpar.

Após alguns meses resolvi colocar a Matriz para reproduzir imaginando em tirar um grande campeão da raça bull terrier dessa ninhada e quando as coisas não saem bem como ele havia planejado e quer saber por que a Matriz não consegue produzir um filhotes de bull terrier de qualidade.

Por final, depois de um grande investimento na grande maioria das vezes o criador acaba culpando a Matriz. "Uma coisa que devemos saber é que a Matriz não é o único ingrediente em uma receita para o sucesso" e que na realidade é pura falta de conhecimento do criador e a falta de um “programa de criação”.

O objetivo de todo canil de bull terrier no início deve ser a produção de um cão "padrão" e assim fixar suas virtudes. Criar um bull terrier diferente para "pegar" os olhos de juízes pode produzir temporariamente um(a) vencedor(a) da raça, mas não faz à suas proles nenhum favor e não conseguirá construir um programa de melhoramento com credibilidade. Esta "correção rápida" é uma moda com pouco valor duradouro que empurra o padrão do bull terrier para o lado.

TIPOS DE CRUZAMENTO

OUTCROSS: Esta é uma criação de onde as primeiras (5-6) gerações de bull terrier não têm ascendência comum. Para conseguir um outcross bem sucedido, determine se o padreador de bull terrier escolhido oferece habilidades genéticas para produzir tais virtudes, observando seus filhotes de bull terrier.
Como eu aprendo isso? Bom, um dos métodos mais fáceis é deixar crescer dois filhotes de bull terrier até a maturidade. Ao avaliar a descendência de suas ninhadas conseguirá ver essas virtudes mais importantes. Sem perder o que sua própria linha ofereci, ao avaliar as virtudes, você conseguirá incorporá-las através do outcross.
Eventualmente, os filhotes da matriz de bull terrier será criada para os filhotes do padreador de bull terrier, ancorando virtudes pendentes no pedigree por seleção cuidadosa. Neste ponto, se inicia uma "linhagem".

LINEBREEDING: Linha de reprodução é a concentração de características valiosas. Permite um certo controle sobre as "famílias". Este método requer um dos pais selecionados tendo um ou mais antepassados ​​comuns no pedigree nas últimas (5-6) gerações. Esses antepassados ​​podem ser um sucesso de linhagem de bull terrier proeminentes. Use apenas Bull Terriers saudáveis ​​ou o programa irá se sucumbir com o desastre. Avalie Saúde, fertilidade, temperamento, tipo, é imprescindível porque pelo contrário pode afetar negativamente o seu futuro programa de melhoramento e vai exigir maior eliminação.

INBREEDING: Uma vez atingido o pináculo das virtudes desejadas, começa os cruzamentos de Bull Terrier entre parentesco próximos. Isto geralmente se refere a acasalamentos entre pai e filha, mãe e filho e irmão e irmã, para alguns criadores o imbreeding se dá até entre tio e sobrinha e tia com sobrinho para outros este cruzamento seria um linebreending. O Inbreeding é feito com a finalidade de fixar e também ampliar as virtudes do bull terrier mas também existe o risco de ampliar as faltas. Neste caso você colhe o que você plantou. Isto é o que faz um criador! Este risco não é para os fracos de coração.

Se as coisas forem ruins o criador deve assumir a responsabilidade pelos resultados e agir em conformidade.

OUTCROSSING: introduz novos traços para melhoria definitiva. LINEBREEDING cria e estabelece um pedigree, incorpora e produz traços específicos em uma base contínua. Se uma boa Matriz resultado de uma criação, ela pode ser criada de volta para seu avô para a consistência do tipo que reflete o lado do Padreador. INBREEDING define o tipo e simplifica os objetivos. Consanguinidade consiste em mãe a filho, pai a filha, irmão a irmã, etc... Fortalecendo dominâncias desejáveis, bem como recessivo oculto, o criador deve reconhecer e corrigir mais uma vez através de cruzamento ...

OUTBREEDING: é um cruzamento de cães sem nenhuma relação de parentesco, esse cruzamento é feito quando se tem um padreador superior e uma Matriz adorável que sobressai na saúde, no tipo, no temperamento, e na conformação, talvez seja o caso de manter uma Matriz desta ninhada e acasalar esse filhote com seu avô. Faça até chegar aos resultados desejados ou até que fraquezas se tornam aparentes. Poucos aceitarão este desafio, mas é algo a considerar.

“Tornar-se um criador respeitado é um processo lento e doloroso”.


Comente aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =